• Fernando Casavechia

Certificação LEED - Tudo o que você precisa saber

Você já deve ter ouvido falar sobre a certificação LEED, mas você sabe o que ela é e como funciona? Neste texto vamos explorar um pouco mais sobre essa certificação e mostrar como ela pode ser importante para você conseguir um grande diferencial competitivo nas suas obras.


O que é a certificação LEED?


A sigla LEED quer dizer Leadership in Energy and Environmental Design e é uma ferramenta que foi criada pelo US Green Building Council em 2007 para incentivar e acelerar a adoção de práticas sustentáveis nas obras.


Esse sistema de avaliação pode ser adotado em qualquer tipo de obra e qualquer fase de empreendimentos novos, reformas de interiores, manutenção e operação de empreendimentos existentes e até para bairros inteiros.


A certificação aborda toda a vida da construção, desde o projeto até a operação e manutenção da edificação. Para isso, vários requisitos são levados em consideração para avaliar o nível de desempenho de um projeto, como a eficiência energética, o uso racional de água, qualidade do ar interno, seleção de materiais e tecnologias inovadoras.


O sistema passa por constante reavaliação com intenso apoio da comunidade, desta forma ele está sempre atualizado com as novas tecnologias e demandas do mercado. A nova versão do LEED - LEED V4 - contou com 6 consultas públicas e mais de 22 mil questionamentos.


Atualmente esse sistema de certificação está presente em mais de 165 países, e mais de 3,5 bilhões de m² foram certificados pelos diversos Green Building Council. O Brasil é o 4° colocado no ranking dos países com mais certificações.


Por que surgiu a certificação LEED?


O contexto para criação do LEED é o agravamento do panorama climático do mundo. Desde a RIO 92 - conferência do clima da ONU realizada no Rio de Janeiro em 1992 - as mudanças climáticas são uma pauta constante das maiores autoridades mundiais.


A construção civil, naturalmente, não poderia ficar de fora desses protocolos de melhoria no clima. Principalmente pela grande influência do setor no meio ambiente. A construção civil é responsável por 40% das emissões de C02 no mundo (WGBC) e consome 50% de todo o material. O setor tem um impacto enorme no meio ambiente.


Assim, em 2007, foi criada a certificação LEED para impulsionar a melhoria dos edifícios por todo mundo, com o objetivo de atender as metas estabelecidas pelo The Global Goals for Sustainable Development.


Objetivos da certificação LEED


Alguns dos objetivos da certificação LEED são apresentados abaixo:

  1. Acelerar o desenvolvimento do mercado de eficiência energética em edificações existentes;

  2. Garantir que as edificações e espaços existentes tenham como premissa básica de operação a saúde e o bem-estar de seus ocupantes;

  3. Disseminar e fortalecer a presença dos edifícios verdes nos diversos setores de mercado;

  4. Elevar o nível técnico da indústria de materiais e recursos, pautados na avaliação de ciclo de vida e declaração ambiental de produto;

  5. Reforçar os benefícios da construção sustentável aos stakeholders envolvidos;

  6. Elevação do padrão técnico do mercado.


Quais são os benefícios da certificação LEED?


A certificação promove a adoção de edifícios verdes. Esses tipos de edifícios, por ter um projeto e conceito sustentável, agregam diversos benefícios para todos os envolvidos no projeto. Esses benefícios são vistos em 3 aspectos: econômicos, sociais e ambientais. O site do Green Building Council Brasil lista os seguintes benefícios da certificação:


Benefícios econômicos:


  • Ganho de competitividade: diferenciação no mercado e melhoria da performance financeira;

  • Diminuição dos custos operacionais;

  • Diminuição dos riscos regulatórios;

  • Valorização do imóvel para revenda ou arrendamento;

  • Aumento na velocidade de ocupação;

  • Aumento da retenção;

  • Modernização e menor obsolescência da edificação.


Benefícios sociais:


  • Melhora na segurança e priorização da saúde dos trabalhadores e ocupantes;

  • Inclusão social e aumento do senso de comunidade;

  • Capacitação profissional;

  • Conscientização de trabalhadores e usuários;

  • Aumento da produtividade do funcionário;

  • Melhora na recuperação de pacientes (em Hospitais);

  • Melhora no desempenho de alunos (em Escolas);

  • Aumento no ímpeto de compra de consumidores (em Comércios);

  • Incentivo a fornecedores com maiores responsabilidades socioambientais;

  • Aumento da satisfação e bem estar dos usuários;

  • Estímulo a políticas públicas de fomento a Construção Sustentável.


Benefícios ambientais:


  • Uso racional e redução da extração dos recursos naturais;

  • Redução do consumo de água e energia;

  • Implantação consciente e ordenada;

  • Mitigação dos efeitos das mudanças climáticas;

  • Uso de materiais e tecnologias de baixo impacto ambiental;

  • Redução, tratamento e reuso dos resíduos da construção e operação.


Como obter a certificação LEED e quais os critérios?

Para obtenção da certificação, o seguinte procedimento deve ser seguido (fonte GCB Brasil):


1) Registro do projeto junto ao USGBC via plataforma LEED Online: https://lo.usgbc.org/


2) Coleta de informações pelo time de projetos: Os pré-requisitos e créditos do LEED devem ser documentados ao longo das etapas de projeto e obra, e a documentação deve ser carregada na plataforma LEED Online, juntamente com os templates (formulários) padronizados com cálculos e evidências.


3) Submissão: Quando todo o material tiver sido reunido e a equipe estiver pronta para a revisão, o administrador do projeto deve submeter a documentação.


4) Análise da documentação: O material enviado será analisado e se necessário o revisor do GBCI pode solicitar informações adicionais ou esclarecimentos, que devem ser enviadas pela equipe de projeto.


5) Certificação: Assim que a análise final do material tiver sido concluída, a equipe pode recorrer e solicitar a revisão de qualquer crédito individual desde que seja paga uma taxa adicional ao GBCI.


O projeto então receberá o nível de Certificação de acordo com a pontuação atingida, sendo:


  • Certified: 40–49 pontos

  • Silver: 50–59 pontos

  • Gold: 60–79 pontos

  • Platinum: 80 pontos ou mais


Na avaliação do projeto, 9 critérios são avaliados. Cada um deles possui pré-requisitos e créditos que são avaliados. Os pré-requisitos são ações obrigatórias que qualquer empreendimento em busca de certificação deve cumprir. Os créditos são ações sugeridas pelo LEED com o objetivo de aumentar ainda mais o desempenho da construção. Se as ações são implementadas, o empreendimento recebe mais pontos. Os critérios avaliados na certificação são os seguintes:


  • Projeto Integrado (IP)

  • Localização e Transporte (LT)

  • Implantação (SS)

  • Eficiência do uso da água (WE)

  • Energia e Atmosfera (EA)

  • Materiais e Recursos (MR)

  • Qualidade ambiental interna (IEQ)

  • Inovação (IN)

  • Créditos Regionais (RP)


A uBeton e a Certificação LEED


Um dos critérios avaliados na certificação LEED é o uso consciente de água e eficiência em energia. Usar um material mais inovador como a massa polimérica para assentamento de tijolos e blocos da uBeton com certeza favorece para a certificação LEED. Isso porque a massa da uBeton reduz o consumo de água e energia na obra das seguintes formas:


  • Redução consumo de água: a argamassa polimérica chega pronta na obra, logo não é necessário adicionar água no material e assim o consumo de água na fase de assentamento da alvenaria é reduzido em até 95%. Além disso, como o material proporciona um trabalho mais limpo, a construtora gasta menos água limpando as áreas da obra e como não necessita de equipamentos de mistura e carrinhos, menos água é gasto na limpeza dos equipamentos.


  • Redução consumo de energia: em duas situações bem simples é possível ver como a massa da uBeton favorece na redução do consumo de energia. A primeira é o fato do produto não precisar de nenhuma mistura mecânica para ser utilizado, ou seja, não tem necessidade de gastar energia com betoneiras e misturadores no canteiro de obras. Além disso, como o material tem um alto rendimento - 30 kg substituem até 600 kg de massa cimentícia convencional - temos uma redução na movimentação de elevadores e gruas para movimentar o material, consequentemente, uma redução no consumo de energia.


Você já conhecia a certificação LEED? Essa ferramenta criada pela USGBC é muito poderosa no desenvolvimento sustentável na construção civil. Falamos um pouco mais sobre a sustentabilidade na construção civil no e-book que lançamos sobre o tema. Ele pode ser acessado clicando neste link.


Espero que tenha gostado do conteúdo e se tiver algum comentário ou dúvida pode entrar em contato comigo por qualquer um dos nossos canais. Abraço!


Autor:

Fernando Casavechia Teixeira

Especialista em Lean Manufacturing pela PUCPR

Diretor Comercial na Ubeton

LinkedIn | Instagram

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo