• Fernando Casavechia

Analisando os resultados do ROI

Nos últimos dias lançamos nossa nova ferramenta para análise do retorno sobre o investimento (ROI) que podemos obter na obra ao utilizar a argamassa polimérica na obra. Para acessar a ferramenta novamente, você pode clicar aqui.


Agora quero passar um pouco sobre os resultados e como podemos avaliar eles.


A figura abaixo mostra a visão geral de como os resultados são apresentados. Na parte de cima temos as variáveis que podemos alterar para ficar mais próximo da realidade da sua obra, dentre as opções podemos alterar: a área da alvenaria, o número de pavimentos, a quantidade de pedreiros que vão trabalhar na obra e as dimensões dos tijolos. Cada uma dessas variáveis vai afetar de uma forma diferente nos resultados:




Área de alvenaria e número de pavimentos: são informações importantes para verificar a quantidade de argamassa que será necessário para realizar a obra e definir quanto tempo será necessário para realizar a construção.


Quantidade de pedreiros: quanto mais pedreiros, mais rápido a obra será executada. A quantidade de mão de obra vai afetar no prazo e custo da parte da mão no custo total da alvenaria.


Dimensões dos tijolos: o formato do tijolo afeta tanto na quantidade de argamassa que será utilizada e na produtividade por pedreiro - a produtividade varia de acordo com o tamanho do tijolo usado.


Após configurar essa primeira parte, podemos passar para os resultados mesmo. A primeira análise são os custos da alvenaria e quanto podemos economizar ao utilizar a argamassa polimérica. Na primeira coluna é apresentado o valor total de custos (material alvenaria + mão de obra alvenaria) em 3 linhas, sendo a primeira para a argamassa convencional, a segunda para a argamassa polimérica e a terceira linha quanto de economia podemos obter.



No lado direito da tela, temos o tempo que será necessário para realizar a obra (considerando as variáveis de tamanho da obra e quantidade de pedreiros) e quanto podemos economizar ao utilizar a massa da uBeton.



Na parte inferior da ferramenta temos duas visualizações de fases da obra. Sendo que no lado esquerdo temos uma estimativa de custo para execução de cada etapa da obra e do lado direito uma estimativa do prazo para execução de cada etapa. Esses dados são baseados em obras padrões obtidas a partir da tabela SINAPI e variam de acordo com o tamanho da obra que será realizada.



A última opção de visualização abre um cronograma modelo de obras. Nesse cronograma apresentamos como pode ser criado um planejamento para uma obra de 10 pavimentos, com as atividades separadas por etapas da obra, com as atividades predecessoras e o prazo de duração de cada atividade.



Se você tiver interesse em ter um cronograma deste para a sua obra, basta clicar no botão acima do relatório “Quero meu cronograma” ou clicar neste link aqui para falar com a gente.


Espero que essa ferramenta tenha sido útil para você. Comente com a gente o que achou e não deixe de se inscrever na nossa newsletter para sempre receber nossos conteúdos. Abraço!

Autor:

Fernando Casavechia Teixeira

Especialista em Lean Manufacturing pela PUCPR

Diretor Comercial na Ubeton

LinkedIn | Instagram


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo