• Fernando Casavechia

Qual argamassa usar na obra?

Quando vamos iniciar uma obra muitas dúvidas aparecem, principalmente na seleção dos materiais básicos para que o projeto seja realizado.


A seleção da argamassa é uma dessas etapas que devem ser concluídas e quando vamos em busca de qual massa utilizar, as dúvidas sempre aparecem. Normalmente a dificuldade fica por conta da quantidade de material que vamos precisar e qual tipo de massa que devemos usar em cada etapa.


Se você tem dúvida na quantidade de massa, confira nossa ferramenta para cálculo do quantitativo de argamassa, clicando aqui.


Aqui vamos explicar um pouco dos principais tipos de argamassa e quais suas principais aplicações, vantagens e desvantagens.


Argamassa Convencional - virada em obra



Esse é o tipo mais comum de massa, é a mistura básica de areia, cimento, cal e água. Normalmente misturado em uma betoneira. Ainda podemos adicionar aditivos plastificantes na mistura ou impermeabilizantes.


  • Onde usar: alterando o traço da argamassa, ou seja, a proporção de cada um dos itens, podemos utilizar essa massa em quase todas as etapas da obra - assentamento de tijolos, chapisco, reboco, emboço, assentamento de cerâmica.


  • Vantagens: os itens necessários são fáceis de encontrar em qualquer lugar, e a versatilidade de uso é uma vantagem clara.


  • Desvantagens: é um processo que envolve muito desperdício, sujeira e lentidão. Quando a massa é preparada na obra precisamos comprar vários itens, ter um bom espaço para armazenamento e precisamos misturar tudo em uma betoneira ou com uma enxada. Todo esse processo demanda um tempo adicional dos pedreiros e serventes, seja na preparação ou na limpeza dos equipamentos após a mistura. O índice de desperdício pode chegar em 30-50% do material.


Argamassa ensacada



É uma forma bem comum de encontrar a argamassa, em materiais de construção e distribuidores. Esse tipo de massa possui a característica de ser o pó já preparado na formulação específica para o uso, demandando que o usuário apenas misture com água na obra.


  • Onde usar: Pode ser utilizada em todas as etapas da obra, porém é importante comprar o tipo indicado para cada atividade. Cada fabricante produz a massa específica por etapa, ou seja, massa apenas para assentamento de tijolos, massa para reboco, massa para cerâmica (AC I, AC II, AC II).


  • Vantagens: comparado com a massa convencional tem ganho em qualidade de produto, organização de material e controle do que será aplicado na obra.


  • Desvantagens: produto normalmente mais caro. Precisa ainda misturar o material na obra com uma betoneira ou misturador. O desperdício de tempo e material é menor que no método convencional, mas ainda assim existe. Simplesmente pelo fato de ter que misturar o material em um equipamento a mais.


Argamassa Estabilizada



Esse tipo de argamassa tem ficado cada vez mais popular. A massa é enviada diretamente da concreteira em caminhões betoneira para a etapa específica da obra - massa para assentamento de tijolo, reboco, chapisco - sendo que não precisa misturar água nem nenhum outro aditivo na massa.


  • Onde usar: pode ser utilizada no assentamento de tijolos, reboco, emboço, chapisco, contrapiso. Depende apenas do que for solicitado para a concreteira.


  • Vantagens: produto chega à granel, pronto para ser usado. Normalmente entregue em caixas com 0,2 m³. Retira a necessidade de misturar o material na obra e deixa o canteiro com uma logística um pouco melhor.


Fonte imagem: Zuum Projetos

  • Desvantagens: não é viável para obras de pequeno porte, pois cada caminhão entrega 5 m³ de material por vez. Além disso o produto tem um prazo de validade curto de no máximo 72 horas, mas pode ser comprado com validade de 24/36/48 horas. Assim, qualquer erro de planejamento ou problema na obra, pode acarretar na perda de todo o material. Mesmo não precisando misturar material, é importante ter o espaço para armazenar todos as caixas de argamassa recebidas, pois isso ocupa o bom espaço.


Argamassa Polimérica para assentamento de tijolos



Entre as argamassa da obra, essa é a mais prática e que gera mais produtividade para a obra. O produto chega pronto para uso, não precisando misturar com nenhum componente e com validade de 1 ano. Apenas tirar da embalagem e usar.


  • Onde usar: produto indicado para assentamento de tijolos e blocos de qualquer tipo - cerâmico, concreto, celular, solo-cimento - em alvenarias de vedação.


  • Vantagens: Pronto para uso. 30 kg substituem até 600 kg de massa dos outros formatos. Melhora da logística interna (muito menos material para movimentar, estocar e processar) além de deixar o canteiro de obras muito mais limpo.



  • Desvantagens: pode ser usada apenas para assentamento de tijolos e blocos. Pela característica de aplicação, demanda do uso de blocos de boa qualidade para que obtenha um bom acabamento.


A massa polimérica está ganhando cada vez mais espaço e a uBeton é especializada em sua fabricação. Caso queira conhecer o produto, entre em contato conosco que iremos te auxiliar ou veja esse outro post que falamos tudo sobre ele.


Espero que tenha gostado do tema! Siga nossas redes sociais e nosso blog para mais conteúdos sobre construção civil! Abraço.


Autor:

Fernando Casavechia Teixeira

Especialista em Lean Manufacturing pela PUCPR

Diretor Comercial na Ubeton

LinkedIn | Instagram


4 visualizações
SOBRE NÓS

A uBeton busca constantemente trazer produtos inovadores que proporcionem um aumento de produtividade e qualidade nas obras de construção civil. Inovação e eficiência é o que nos move.

CONTATO

Rua Lourenço José de Paula, 2126 - Parque da Fonte - São José dos Pinhais/PR

E-mail: contato@ubeton.com.br | 

Telefone / WhatsApp: (41) 3206-3721

© Todos os direitos reservados uBeton. 

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram